... meus olhos

não verão este planalto

verdejante.

...(adiós)...

 

... voarei

pelo céu solitário,

(azul)

[asa norte, asa sul]

...(adiós)...

 

...poeira vermelha..

o vento uiva

pelos teus eixos;

d’onde jardins

de ipês amarelos

se curvam suspensos.

...(adiós)...

 

... para os palácios

que herdaram do tempo:

a espera..

vou para os montes de Minas.

...(adiós)...

 

..

 

 

...(adiós)...

 

[BRASILIA]

 

 

(... tu és um jardim suspenso.. um aeroplano imenso..

quase um templo.. és Divina.. és tu Brasília!)

 

 

[ quem não te ama, não me engana.)

 

 

 

 

Élsio Soares

..

 

... tome esse vinho,

Seu gosto sagaz

    (embriaga).

 

... vou agora ao paraíso,

Onde borbulham

Inquietas estrelas!

 

 

... minha doce  (uva),

Ponha em minha boca

Apenas o cálice,

...  e depois do ato,

Te peço somente

Um pouco do vinho:

 

Tão puro...

 

(tão suave)...

 

...

 

 

[ tão  mordaz ]

 

 

 

 

                     (... é totalmente lúcida 

                     minha embriagues de amar).

 

 

 

Élsio Soares

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Centro-Oeste, BRASILIA, ASA SUL, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Informática e Internet
Yahoo Messenger -



  <bgsound src="http://mediateca.do.sapo.pt/0014700.mid"> </html>