..

 

Dentro de mim

existem labirintos,

 

onde conflitos se travam

e secretamente se somem...

 

 

 

Já nos meus instintos

existem segredos,

 

que se tornam aflitos

e simplesmente se revelam...

 

 

          ...

 

 

                                            agora,

                      todos os meus conflitos se acalmam,

 

                      porque nos labirintos da sua alma

             eternamente eles se calam...

 

 

Dentro de mim

Também existem anjos...

 

 

 

 

Élsio Soares

 

O vento passou,

eu fiquei.

 

A chuva passou,

eu também fiquei.

 

E ainda estou estagnado,

com o pensamento estático,

o olhar nudo no meio da rua,

 

(abraçado pelo frio)

 

[todo molhado.]

 

A vida passa

e estou o tempo todo

feito um cão,

 

pra lá... pra cá...

 

Sem sequer ter o prazer

de sentir o cheiro

por onde ela passou.

 

Assim, passa toda a multidão;

 

assim, fico eu na minha solidão.

 

pra lá... pra cá...

 

pra lá... pra cá...

 

Sem saber onde ela passou.

 

 

 

Élsio Soares

                                                               

Lhe direi frases

cheias de dores,

rascunhos de poemas esquecidos;

de poetas,

que eternos... já se foram.

Lhe direi:

Que acabou!

Tudo em mim...

Tudo em você...

Tudo... tudo acabou!

Acabou mesmo,

nosso tão pequenino amor.

 

Lhe direi ainda,

Porque acabou.

                                                                           ...

 

                                                                   Ledo engano,

pois nada acabou...  então esqueça.

Se eu nada lhe disse

e nunca lhe direi,

frases assim...

tão cheias de rancores.

 

Agora,

escuta meu grande Amor,

lhe direi no entanto:

 

   Só DEUS no céu...

    E só VOCÊ na terra!

 

 

                                                                Élsio Américo

 

..

 

 

Eu pensarei...

 

Medirei cada palavras..

na boca

e usarei todas as razões.

 

Depois...

 

Escreverei na palma da mão:

 

( Todos os meus sentimentos

perdoaram o teu coração.)

Direi ainda...

 

Uma palavra minha apenas

semeada na tua alma,

 

Transformará tudo

e evoluirá-se num fato.

 

[Essa verdade]

 

Nunca mais se tornará vazia.

 

Por isso...

 

Esquecerei aquele teu ato,

pensarei somente no teu abraço.

 

 

 

Élsio Soares

Desembarace toda a lã

e teça a vida.

(lentamente)

...

 

Agora faz frio,

(ainda é madrugada).

 

Venha deitar no meu leito,

acelerar todo o meu peito,

 me amar do seu jeito!

 

E...

 

Faça tudo como ontem,

Fala-me do futuro...

(abra a cortina, deixa o sol entrar)

 

[ SORRIA!!]

 

 

Depois,

rola sobre a nossa cama

feito um novelo

 

                              e desembarace toda lã,

                               

                                     (bem  devagar)...

 

 

 

Élsio Américo

 

 

 

 

 

Além destes aléns,

existem muitos outros aléns,

reservados para tua alma

 

( ... )

 

ultrapassa-los

dignamente;

 

mesmo após tudo

que teu corpo

 

(  ... )

 

tenha aquém vivido...

 

 

Basta para isso,

que os ritos da tua sabedoria,

já no próximo caminho

processe a vida

como algo

puramente Divino!

 

Muito além de ti!

 

 

Vede pois

como é tão simples...

 

 

Pois, não existe mistério algum!

 

Existe um SER,

 

Um está SUPREMO

 

 além de mim...

 além de ti

 

e de todos os outros!

 

 

 

 

 

 

Élsio Soares

 

 

Vou subir os montes...

(todos os montes de Minas),

Até o gelo alcançar minha alma!

 

Lá, na tez do dia,

Mil imagens revelarão nuas!

Serão puras miragens minhas?

Ou serão todas tuas?

 

Lá, cada monte terá suas curvas,

Cada curva mostrará sua luz,

Cada luz trará seu brilho.

E cada brilho teu me fará subir...

Subir... Subir todos os montes de Minas!

 

E não será miragem alguma

Se eu tocar os dedos no céu!

 

 

 

Élsio soares

a  Dorival Caymmi

 

 

... pela vela da jangada

cay o céu,

cay a barra da Bahia

e o som da melodia.

 

 

...e do bem amado

a voz silencia,

e a calma se abahiana

na alma de Caymmi.

 

 

Que agora vai pro mar,

vai pro vento,

vai pro tempo...

e vai enfim pra maracangalha!

 

 

 

 

Elsio Soares

 

 

...Não me diga que teu fardo

esteja pesado...

Que desabou sob ti

todo teto do céu...

Pare de lamentar e me escuta:

Eu sou a força... o poder... e a luz...

Me enxergue!!

Comigo terás PAZ...

Voltarás a sorrir... e a viver...

Sou o teu Caminho...

Venhas!!!

Sabes aonde estou?

Estou na tua palavra NÂO...

Na lágrima que banha toda palma

do teu rosto!!

Estou na porta do precipício

pra ti dar a mão...

Levanta e Anda...

Há tantas direções

e como EU existem ainda

muitas estradas!!

Prossiga!!

...amanhã haverá sol

... o gelo virará água

e seguirá o seu curso até o mar,

jamais lamentará...

porque lá se tornará VIDA!!

 

 

Élsio Soares

 

...corri estradas,

Passo a passo, pra te encontrar.

 

A melodia,

Perdida ao vento, soprava... Soprava,

E eu a seguia.

 

No começo sorria,

Quando o sol no último monte perdia,

Eu ainda o seguia.

 

Depois, a lua fez brilhar,

E lá, no fim...

 

Vi-te, toda serena,

(resplandecente... bela...)

Vi-te, toda nua,

(feito uma tela... uma aquarela...).

[virgem... pura]

{... os cabelos soltos no ar,

Fizeram uma música suave tocar!}

 

E enfeitiçado,

Não sei se meus pés seguiram,

Se meus lábios sorriram,

Ou se ali meus olhos orvalharam...

 

Afinal, foram tantas estradas,

E todas curvaram nas veias do meu coração!

Todas... Todas!

 

 

Élsio Soares

Vou subir os montes...

(todos os montes de Minas),

Até o gelo alcançar minha alma!

 

Lá, na tez do dia,

Mil imagens revelarão nuas!

Serão puras miragens minhas?

Ou serão todas tuas?

 

Lá, cada monte terá suas curvas,

Cada curva mostrará sua luz,

Cada luz trará seu brilho.

E cada brilho teu me fará subir...

Subir... Subir todos os montes de Minas!

 

E não será miragem alguma

Se eu tocar os dedos no céu!

 

 

 

Élsio soares

Sigo em silêncio

No meio da multidão...

Os rostos concentrados...

Enfileirados... em torno de mim.

Transpasso toda Asa sul,

Num só olhar em busca de lhe avistar.

Onde está você?

No aeroporto,

Onde as pessoas voam em busca de si?

Ou no metrô,

Que me trouxe de volta para o mesmo lugar?

Onde está você?

Talvez esteja deitada

Nos braços de um laptop,

Ou no lago entre o sul e o norte!

Nos eixos que partem ao meio o meu coração!

Onde está você?

Na praça da paixão...

Da emoção...

Ou na praça da razão?

Onde está você?

Que não encontro em nenhuma

Esquina desta minha Brasília?

E nunca mais me apareceu...

 

 

Élsio Soares

 

 

... Saudade...      Paixão...

Moram na emoção de cada um,

Na tua... Na minha!

São alusões de querer... Querer... E mais querer!

Viver um amor:

É amando... É amando... E amando!

 

Sabemos que o tempo haverá de nos levar...

Um após o outro,

(para que seja eterno – enquanto dure).

 

Agora, vou buscar razões

Para que o vento não assopre

E me deixe no escuro...

Na solidão de não mais te encontrar!

 

...Saudade...        Paixão...

 

São ilusões que voam ao vento,

Não as deixem próximas ao tempo;

Porque elas poderão esquecer:

 

...Outra paixão poderá te fazer sofrer,

E a mesma Saudade poderá me fazer morrer!

 

...E mesmo que eu morra,

O vento que nos levou...

Não teria sido assim tão efêmero!

 

 

 

Élsio Soares

 

Pra te esquecer,

Deletei teus e-mails,

Apaguei tuas fotos

E desliguei o i-pod!

 

Pra te esquecer,

Fechei o laptop,

Encostei o Fox

E não voltei àquele Shopping!

 

Pra te esquecer,

Afastei-me das tuas amigas,

Não cruzei mais o teu bloco,

Nem revi mais tua família!

 

Como esquecer?

Teu olhar nos meus olhos...

Tua boca nos meus beijos...

E aquele prazer?

 

Não!...  Não!... Não esqueci!...

 

Foi dali que nasceu a esperança,

De hoje te trazer comigo...

E de amanhã me levar contigo!

 

Por isso, juro-te,

Nunca... nunca haverei de te esquecer!!

Never!!  Never!!

 

 

Élsio Soares

 

 

Na hora do rush,

Ziguezaguiei pela estrada park.

Lá, todos engavetados.

O som na alta potência

Estremecia minha vã inconsciência...

E enlouquecido

Na adrenalina máxima do álcool...

Guiava sem rumo...

Não lembro como sai do eixão.

E desgovernado, sem visão, parei...

Larguei o carro num destes balões.

 

Chamei-te...  Chamei-te...

Berrei... Berrei... Berrei o teu nome em vão!

Clamei perdão ao meu coração!

 

Embriagado, perdi a razão...

A paixão...

Perdi a direção.

E foi um guarda que me trouxe pra prisão

Por tal de uma lei:

A que seca... A Correta.

 

Chamei... Chamei...

Seu guarda, bebi pra esquecê-la;

Agora liberta o meu coração

Que ainda está preso àquela paixão!

Liberta-me... Liberta-me... Liberta-me...

 

 

 

Élsio Soares

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Centro-Oeste, BRASILIA, ASA SUL, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Informática e Internet
Yahoo Messenger -



  <bgsound src="http://mediateca.do.sapo.pt/0014700.mid"> </html>